Traduzir / Translate this blog

Melodia

Duy Huynh - A Chorus From The Brain Forest
acrylic on wood, 32"x40", sold

A luz do sol
Entra pela janela do quarto
Há uma distorção ténue na sua direcção
Invade o espaço indefinido em que estou
E faz de mim um refém do futuro
Onde os espasmos de lucidez
Me sacodem e pintam
De realidade

A luz do sol
Quimera que transcende o instante
É delírio perdido no mundo dos teus olhos
Em que aterrei fascinado, nesse voo nocturno
Rota de desconhecido

A luz do sol entra
Os raios luminosos parecem estar suspensos no ar
Linhas rectas alinhadas lado a lado
Como pontes ilusórias que me ligam a esse mundo
E criam, esperançosamente, o acreditar


O acreditar…
Que és a melodia
De uma sinfonia sublime.

Pedro Barão de Campos.

1 comentário:

Teresa Merino disse...

Linda melodia, "A luz do sol "! Cheia de ternura, carinho... Obrigada, Pedro....
Obrigada pela Magia
um beijo